Devíamos estar mais animados, falando de futebol

A beleza do futebol está toda contida no fato de você poder ter mil problemas ao seu redor, na vida, no trabalho. Aí, o pontapé inicial e tudo é esquecido. Por noventa minutos, só o que acontece no campo conta. Seu time contra outro, e você também está em campo, com eles, aqueles que o representam. É por coisas assim que amamos este esporte, mesmo em tempos como este, em que temos que entender o que vai acontecer com a Itália, com a crise governamental que acaba de explodir, e em que direção o mundo vai, no fim da pandemia.

Aproximamo-nos do fim de semana da Série A, 18ª rodada, que começa com Lazio-Roma. Dois que não entraram em campo na Copa Itália, e por isso estão relativamente em condições: têm descansado a quantidade certa, podem antecipar. Será Immobile contra Džeko, líderes do vestiário. Não será verdadeiro derby nas arquibancadas, devido ao Coronavirus; mas no campo sim, e então vamos nos divertir. Na TV, ao lado de quem amamos, praticamente descendo até o verde do Olímpico junto com quem defende a camisa, sua fé, enfrentando os adversários de todos os tempos.

Copa Itália, dissemos. Semana intensa e até divertida. Com desafios terminando em prorrogação e pênaltis, Milan, Napoli, Juve e Inter superaram a fase, a Atalanta incisiva como sempre, Sassuolo incrivelmente não jogou bem em casa com a SPAL. E vamos começar a pensar como seria bom devolver o brilho a esta competição, como seria intrigante abri-la também para times não profissionais, como acontece na Inglaterra com a FA Cup. Você viu o que aconteceu nos últimos dias? O Leeds de Bielsa perdeu (claramente, 3-0) contra um time da quarta divisão, Crawley Town. Coisas que acontecem lá, mas que nunca podem acontecer aqui, na Itália, lugar de onde vos escrevo, até que a Federação mude as regras de uma taça que com o passar dos anos continua a perder seu valor. Felizmente, este não é o caso da Série A, que está recuperando vigor e brilho. Estamos nos aproximando da 18ª rodada: o clássico da Capital se destaca, mas todos os holofotes sobre o Meazza: Inter-Juventus. Tantas coisas em jogo: o desejo de Pirlo de provar seu valor; Os pensamentos de Conte, que pensa no campo, mas lança um olhar sobre a sociedade, onde Zhang está prestes a dizer tchau, vendendo tudo o que tem dos nerazzurri pelo lance mais alto, e com o objetivo de fazê-lo em muito pouco tempo.

Situações e histórias de futebol, para contar. E o quanto gostamos de vivê-las. Acima de tudo, escrever-las.