Juve vira o Derby mas não empolga

Três pontos, desta vez sem gol de Ronaldo que apesar de estar em campo, pouco se viu do CR7. Vitória da Juventus, com o camisa 7 em campo e estranhamente apagado. Apesar de ser algo incomum, faz parte. É a Juve que vence, mas não convence e Pirlo que ganha o primeiro derby como treinador, mas a organização de jogo da Juventus está longe de ser como deveria, e como seu treinador gostaria.

Digo e repito várias vezes que é preciso elaborar um tipo diferente de estratégia para que possa usufruir todo o futebol do Arthur que certamente não está adaptado ao futebol italiano. Com o brasileiro fora de ritmo, Bentancur para construir, Rabiot para as duas faixas do campo, a entrada de McKennie em campo para buscar o empate e jogando bem no lugar do francês, trouxe bons ventos para os Bianconeri. E aí tudo mudou! Um Toro reativo mas muito abaixo, e uma Juve com toda a experiência de Bonucci para marcar o gol nos acréscimos, fazendo os Granata desabarem.

Basicamente, uma Juventus que se apega à enorme qualidade que tem para encontrar uma forma de evitar o pior. A tendência flutuante no campeonato cria pensamentos noturnos para Pirlo, com três vitórias nas últimas cinco partidas: saldo pequeno apesar de não ter nenhuma derrota, na Serie A.