Balanço desta terça de Champions League

Morata, com um pouco de sorte e para consertar as coisas, conseguiu fazer com que Pirlo possa dormir um pouco mais tranquilo. A Juventus fez uma reviravolta, contra um Ferencváros que às vezes parecia um mosquito, que veio ao estádio para incomodar o máximo possível e de fato conseguiu, mesmo para uma Juve não tão concreta e para ser sincero, nem bonita.

O Opaco Dybala, a entrada decisiva de Morata e uma Juventus indo para as oitavas. Mas isso não é novidade: Bianconeri e Blaugrana (Barcelona) avançaram, foram os dois que tiveram que ir lá pela qualidade e força, missão cumprida. Mas agora precisamos entender como melhorar o desempenho de uma equipe que continua tão abaixo do esperado.

Já a Lazio, de Immobile, bom desempenho e demonstração de compacidade e caráter. O 3-1 frente ao Zenit é categórico, quarto resultado positivo consecutivo para os Biancocelesti, segunda colocação reforçada e classificação por matchpoint para o próximo jogo em Dortmund, onde, no entanto, não há oitavas de final em jogo, mas sim um ambicioso primeiro lugar do grupo.