Quem é Tiago Pinto, o novo Diretor-Geral da área esportiva da Roma

De Diretor de Futebol Profissional do Benfica a Diretor-Geral da área esportiva da Roma. Os Giallorossi, em 2021, abrem com um novo empenho gerencial: Tiago Pinto, o homem que mudou a identidade dos lusitanos, aquele que moldou o estilo e a turma da Primeira Liga (2018-2019) e a equipe campeã da Supertaça nos últimos 3 anos (2019-2020); que sistematicamente colocou as águias na Liga dos Campeões.

Sim, paradoxo: as águias, brasão do Benfica, mas também sinónimo de rivalidade pura no DNA Capitolino. Da águia ao lobo, Tiago Pinto, que é jovem, tem 36 anos, e – nos jovens – centra-se o seu trabalho: valorizar, desenvolver os jovens, a filosofia que o segue, “talento internacional” de acordo com Friedkin.

Os números falam por si: os €72 milhões arrecadados por Ruben Dias, os €120 de João Félix, os €20 que chegarão pela compra obrigatória do Tottenham pela contratação de Gedson Fernandes, os €40 de Ederson, os €35 de Semedo e Lindelof e os €22 de Jovic. O trabalho em estreita colaboração com Rui Costa, foi útil para compreender a dinâmica e os detalhes técnicos do futebol internacional. O português virá a Roma para preencher uma vaga, mas muito provavelmente não para completar o quadro.

Ninguém quer, senão aquela sugestão nascida daquele café entre Friedkin e Totti, com a proposta de um papel de embaixador no mundo gentilmente rejeitada pelo eterno amarelo e vermelho número 10. Que, para regressar a casa, exige um papel estratégico e decisório, não alternativo, talvez paralelo ao de Pinto, mas aqui entramos num romantismo a que o futebol nos deixa habituados.

Condividi
Comentarista do Canal Italiano Mediaset, Jornalista Televisivo na Itália, Brasil e Portugal, com passagem na Sportitalia TV e atuação como árbitro da Federação Italiana de Futebol.